Perdão

Perdão.

[dropshadowbox align=”none” effect=”lifted-both” width=”615px” height=”” background_color=”#FFE6C2″ border_width=”4″ border_color=”#dddddd” ]Ao Senhor, nosso Deus, pertence a misericórdia e o perdão; pois nos rebelamos contra ele (Daniel 9:9).[/dropshadowbox]

É preciso ter um entendimento correto acerca do perdão. Para isso afirmamos que, quando uma pessoa vem ao Senhor e, arrependida, suplica o Seu perdão, então, toda a sua dívida (não importando o tamanho dela), lhe é perdoada e totalmente cancelada. Entretanto, é também necessário afirmar que o perdão é concedido mediante o reconhecimento do ofensor, por isso o primeiro passo é o arrependimento.

Mas, para que a compreensão do perdão seja alargada, afirmo que o perdão anda de braços dados com a “justificação”.  O que é isso? Quando, pela primeira vez, arrependidos, vamos ao Senhor e suplicamos o Seu perdão, então somos perdoados. No entanto, a justificação  é mais que perdão. O perdão remove a condenação do pecado, ou seja o juízo de morte eterna que estava sobre nós, foi removido. A justificação, porém, nos declara justos diante de Deus, como se nunca houvéssemos pecado ou ofendido o Deus de todo o Universo. Isso não é fantástico? 

Para saber mais, vá ao terceiro passo: A Salvação!

[dropshadowbox align=”none” effect=”lifted-both” width=”615px” height=”” background_color=”#FFE6C2″ border_width=”4″ border_color=”#dddddd” ]Todos os profetas falaram a respeito de Jesus, dizendo que os que crêem nele recebem, por meio dele, o perdão dos pecados (Atos 10:43).[/dropshadowbox]