As Pegadas – Tópico 7


by

Porque para isto sois chamados, pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas (1 Pedro 2:21).

O texto de 1 Pedro 2.21, nos conduz a uma perspectiva mais ampla do significado de seguir em suas pisadas (pegadas). Estudiosos dizem que uns 30 anos distanciavam os escritos de 1 Pedro, dos eventos ocorridos em João 13, os quais vimos no tópico anterior. Os feitos daquela noite, décadas atrás, mudaram a vida de Pedro. Agora, ele está mais velho e ensina aos outros o que recebeu do Senhor. Observe que o Pedro que escreveu este texto, é bem diferente daquele que fez afirmações jactanciosas registradas por João. O verso acima nos dá uma amostra disso: “Porque para isto sois chamados, pois também Cristo padeceu por nós (quer dizer, não só por nós, mas em nosso lugar, indo aonde nós não podíamos ir), deixando-nos o exemplo, para que sigais suas pisadas”. É bom saber que Pedro usou o mesmo termo grego que Jesus usou, ao falar do “seguir”. Em João, Jesus afirmou: “…Para onde vou, não me podes seguir agora; mais tarde, porém, me seguirás” (João 13.36). Pedro havia aprendido; e, como!!! O sofrimento que nos aflige por causa da nossa fé, como explica Paulo em Filipenses 1.29, foi concedido por Cristo, porém, nunca será em lugar Dele. Em outras palavras: “se Jesus não sofresse em nosso lugar, todos os seres criados seriam antagonistas profanos, e o céu existiria somente para a Trindade e os santos anjos”. Nós, crentes em Cristo, devemos continuar em Sua trilha e não inventarmos a nossa. Devemos seguir, não guiar. A ênfase está no que Jesus fez, não no que nós fazemos, e assim será por toda a eternidade.

Não obstante, há um outro ponto no texto acima que se faz necessário explorar: Temos que caminhar sobre as “suas pisadas” ou, literalmente, “seguir sobre suas pegadas”. Note que o termo está no plural e isto quer dizer uma linha de pegadas, e, para entender melhor, seria como um caçador que, saindo para caçar, segue as pegadas de um animal. “Pisadas, ou pegadas”, é um termo literal e não figurado. Como exemplo, podemos recorrer à pergunta feita a um adolescente: “você vai seguir os passos de seu pai? “. Ao usar o termo “pisadas”, Pedro concede uma ênfase diferente. Não se trata aqui de “pegadas em geral”, mas as pegadas de Jesus.

Ao fazer esta análise, surge uma pergunta pertinente: “aonde vão as pisadas de Jesus?” Quem as segue, aonde conduzem? Talvez, a primeira tendência seria supor que essas pegadas subam ao céu e vão à presença de Deus. Se alguma pessoa pensa assim, há uma objeção constatada: o céu não é o lugar imediato aonde ir. Antes de finalizar, quero deixar uma pista para você pensar, enquanto escrevo o último tópico desse tomo: As últimas pisadas que Jesus deu na terra antes de sua morte, foram em direção à cruz. É de propósito encerrar este ponto do modo como o faço. Por que? Porque meu objetivo é levar você a refletir.

Assim sendo, deixo duas questões: Como você pode seguir o exemplo de Jesus? O que significa “pisar em suas pegadas?”

Que o Espírito de Deus ministre em seu coração,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts