As Pegadas – Tópico 2


by

Pedro, em sua epístola, conclama aos crentes em Cristo à submissão voluntária a Jesus. Ele não se referiu ao sofrer por amar o sofrimento, ou mesmo como uma consequência de nosso pecado, mas sim por amor a Cristo. Isto não significava que os maus-tratos e a perseguição do governo romano e das pessoas contra os cristãos, fossem aceitáveis. Não obstante, Pedro incita aos seus leitores a fazer uma avaliação do custo e, a seguir, suportar o sofrimento por amor a Cristo. Deviam ser cidadãos exemplares, se submetendo a toda autoridade e instituição humana, sendo por isso mesmo motivados pelo alto chamado de submissão a Jesus Cristo. Esta perspectiva foi além das questões relacionadas entre os cristãos e o governo. O Senhor conclamava os seus para que mostrassem humildade de uns para com os outros e, certamente, essa postura seria para a glória de Deus.

Antes de seguir, devemos permitir que, o que Pedro escreveu, penetre também em nossas mentes e corações. Nas Escrituras, lemos coisas a respeito de um grupo em particular e pensamos que os requisitos se referem unicamente a esse grupo. Às vezes é assim, porém a conduta e atitudes mencionadas nas epístolas se aplicam à igreja de todos os tempos. Nos dias do apóstolo Pedro, seus leitores eram pessoas com carências reais, as quais, vivendo em um campo de batalha hostil, se lhes pedia que se submetessem por amor a Cristo. Analisando o que Pedro escreveu aos seus leitores (e a nós também), a pergunta chave no coração deles seria: “Por que eu deveria fazê-lo”?  A resposta que Pedro oferece uma e outra vez é: a pessoa de Jesus. O apóstolo não debate sobre os temas políticos da época, os males do governo, ou sobre como a ira de Deus cairá sobre os que perseguem os cristãos. O que ele pede é um coração disposto que confie inteiramente em Cristo. Para levar o rebanho a este ponto, Pedro vai conduzi-los a uma compreensão mais profunda da pessoa e obra de Jesus Cristo. Ao longo de toda a carta, Pedro responderá à questão do “por que deveria fazê-lo”, afirmando: “porque Jesus o fez por vocês”, e o fez em um grau tal, que nós também precisamos compreender.

1ª Pedro 2.21-25 é um excelente exemplo de como Jesus é o precursor e modelo de suportar o sofrimento de acordo com a vontade de Deus: Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos, o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca; pois ele, quando ultrajado, não revidava com ultraje; quando maltratado, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga retamente, carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados. Porque estáveis desgarrados como ovelhas; agora, porém, vos convertestes ao Pastor e Bispo da vossa alma.

Nos versos anteriores, Pedro ordenava aos escravos a submeterem-se aos seus senhores, incluindo aqueles difíceis de suportar. Não escreveu isso em prol de um funcionamento harmonioso, nem para benefício daqueles que possuíam escravos. Se ponha no lugar daqueles servos. Você se submeteria voluntariamente, e de coração? Provavelmente não. Semelhante exercício de humildade necessita de um chamado superior. Pedro sempre destacava a Jesus: “Ele fez isto por vocês, sigam o seu exemplo”.

Para encerrar, muitos possuem uma lista de queixas que não se sustenta quando comparamos com o escrito de Pedro. Talvez você diga assim: “Não é justo! Não é direito! Eu mereço algo melhor”! Será que alguém pode reivindicar isso diante de Deus, passando por cima do exemplo de Jesus? Certamente, nós não podemos e não o faremos, se os nossos olhos estiverem postos no Senhor Jesus e não em nossas circunstâncias.

Reflita: Como disse, a Bíblia nos mostra algumas coisas que podem não agradar até mesmo os seguidores de Jesus. Se você é um deles, leia novamente o verso 21: Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos”. Como você reage a este versículo? Estás disposto a seguir as pegadas de Jesus?

Que o Espírito de Deus ministre ao seu coração,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts