O cálice- Tópico 9


by

E ele lhes perguntou: Que quereis que vos faça? Responderam-lhe: Permite-nos que, na tua glória, nos assentemos um à tua direita e o outro à tua esquerda. Mas Jesus lhes disse: Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que eu bebo ou receber o batismo com que eu sou batizado? Disseram-lhe: Podemos… (Marcos 10:36-39).

Há uma lição que podemos aprender aqui. Se quisermos receber bênçãos mais profundas, devemos prestar atenção em dois pontos que se destacam no texto. O primeiro, toca em algo que corresponde a nós e o segundo, a Deus. Jesus perguntou a Tiago e João se “podiam” beber o cálice que Ele beberia. A palavra usada “podiam”, carrega o significado de “ser capaz’ ou “ter o poder de”. Assim sendo, poderiam eles beber o cálice que Ele iria beber ou ser batizados com o batismo com o qual Ele o seria? O Senhor utilizou duas metáforas ao dar a resposta aos dois irmãos; uma ativa e outra passiva. Ao beber o cálice, se faz algo ativo, ou seja, a participação é intencional. Ao ser batizado, se recebe algo (passivo), isto é, se submete ao que Deus dá. Uma, é decisão voluntária, a qual não significa que seja fácil. A outra, consiste em responder por fé à cruz que se deve levar com relação àquilo que Deus produz ou permite na vida de seus filhos, aceitando o custo e caminhando com os olhos fitos no Senhor.

Você pode beber o cálice? 

O cálice de não viver conforme os parâmetros deste mundo.

O cálice de caminhar por fé, mesmo na mais densa escuridão.

O cálice de avaliar a nossa vida segundo a santidade de Deus e Sua Palavra, em lugar da nossa avaliação.

O cálice de buscar sinceramente a Jesus acima de qualquer outra coisa, ainda que esta coisa nos seja atrativa.

O cálice de buscar o reino em primeiro lugar enquanto vivemos neste mundo, incluindo o aspecto religioso que, em grande parte, busca e faz campanhas para se obter o que este mundo pode oferecer.

Você seria capaz de disciplinar sua vida para buscar a Deus em todo tempo, mesmo que ao seu redor e em círculo mais íntimo, vivam aqueles que buscam o mundo e seus prazeres? Seria capaz de caminhar sozinho e solitário com Deus? Jesus é suficientemente valioso para você a ponto de passar um tempo a sós e regular com Ele todos os dias? Você é capaz de rever sua agenda diária e verificar se gastou tempo igual com Deus, tal qual você gasta com passatempos e atividades supérfluas? Você é capaz de desligar o seu televisor no momento em que a sua atenção está presa e cooptada, com o propósito de retirar-se a um lugar solitário para orar?

Em todas essas questões colocadas, alguém já me disse: “com a ajuda de Deus, eu posso responder a todas de modo afirmativo.” Todavia, quero lembrar-lhe que o aspecto proposto aqui é intencional, ou melhor, você decide. Sendo assim, qual é a sua resposta?

Talvez você considere que seja difícil beber o cálice, mas, a bem da verdade, é mais fácil, se comparado com o batismo referido por Jesus no texto acima. Tal contexto, indica que Ele permite que experimentemos sofrimentos e dor que nunca escolheríamos para nós. Não obstante, este assunto é para o próximo tópico. Se tiver coragem, avance na leitura. A bênção é para aqueles que não temem!

Permita que o Senhor ministre ao seu coração,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts