O que o dinheiro é para você?


by

Lucas 16:9-13: E eu vos recomendo: das riquezas de origem iníqua fazei amigos; para que, quando aquelas vos faltarem, esses amigos vos recebam nos tabernáculos eternos. Quem é fiel no pouco também é fiel no muito; e quem é injusto no pouco também é injusto no muito. Se, pois, não vos tornastes fiéis na aplicação das riquezas de origem injusta, quem vos confiará a verdadeira riqueza? Se não vos tornastes fiéis na aplicação do alheio, quem vos dará o que é vosso? Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.

Jesus fez três admoestações com base na experiência do mordomo. Em primeiro lugar, nos admoestou a usar as oportunidades com sabedoria (Lucas 16:9). Um dia desses, a vida chegará ao fim, e não será mais possível ganhar nem gastar dinheiro. Assim, enquanto há oportunidade, deve-se investir o dinheiro em “fazer amigos” para o Senhor. Isso quer dizer ganhar para Cristo pessoas que, um dia, nos receberão de braços abertos no céu. Mais cedo ou mais tarde, a vida e os recursos chegarão ao fim, de modo que convém usá-los com sabedoria. É triste ver como a riqueza de Deus está sendo desperdiçada por cristãos que vivem como se Jesus jamais tivesse morrido e como se o julgamento jamais fosse chegar. Um antigo ditado expressa bem essa verdade:  “A única diferença entre meninos e homens é que os homens compram brinquedos mais caros”. A herança do passado deve ser usada com sabedoria no presente, a fim de garantir dividendos espirituais no futuro. Todos devemos ter o desejo de chegar ao céu e de encontrar pessoas que creram em Cristo porque investimos na pregação do evangelho ao redor do mundo, começando em casa. Certa vez, alguém ao orar disse: “Senhor, a única coisa que sei sobre sacrifícios é como escrever essa palavra”. Será que somos assim também?

A segunda admoestação de Jesus foi: sejam fiéis na maneira de usar as riquezas materiais (Lucas 16:10-12). Ele deixa claro que é impossível separar o “espiritual” do “material”.  Observe os contrastes:

O material
Servir às riquezas
O pouco
Riquezas de origem injusta
Riquezas alheias

O espiritual
Servir ao verdadeiro Deus
O muito
Verdadeiras riquezas
Nossas riquezas

Por que Jesus se preocupava tanto com a maneira que usamos o dinheiro? Porque o dinheiro não é um elemento neutro; é basicamente nocivo (riquezas injustas), e somente Deus pode santificá-lo e usá-lo para o bem. É bastante significativo que tanto Paulo quanto Pedro tenham chamado o dinheiro de “sórdida ganância” (1 Timóteo 3:3, 8; Tito 1:7, 11; 1 Pedro 5:2). Ao que parece, por sua própria natureza, o dinheiro contamina e corrompe todos os que o amam e deixam que ele controle suas vidas.  Os infiéis no uso do dinheiro também se mostram infiéis no uso das “verdadeiras riquezas” do reino de Deus. Não é possível ser ortodoxos na teologia e, ao mesmo tempo, heréticos no uso dos recursos financeiros. Em se tratando de dinheiro, Paulo teve o maior cuidado para que tudo fosse honesto “não só perante o Senhor, como também diante dos homens” (2 Coríntios 8:21).

Por fim, Jesus admoestou-nos a sermos inteiramente dedicados ao Senhor e firmes em nossos propósitos (Lucas 16:13; Mateus 6:19-24). Não se pode amar nem servir a dois senhores, assim como não é possível caminhar em duas direções ao mesmo tempo. Quem escolhe servir ao dinheiro, não pode servir a Deus. Quem escolhe servir a Deus, não servirá ao dinheiro. Jesus exige integridade, uma dedicação total a Deus que o coloca acima de todas as coisas (Mateus 6:33). Se Deus é nosso Senhor, o dinheiro será nosso servo, e usaremos os recursos segundo a vontade de Deus. Mas se Deus não é nosso Senhor, nos tornaremos servos do dinheiro, e o dinheiro é um senhor cruel! Haverá desperdício da vida em vez de investimento na vida.  Em outras palavras, a ordem do Senhor é: “Faça do dinheiro seu servo e use as oportunidades de hoje como investimentos visando os dividendos de amanhã.” Seja um mordomo sábio! Há almas a ganhar para o Salvador, e o dinheiro pode ajudar a realizar essa obra.

Que Deus abençoe o seu coração,

Pr. Natanael Gonçalves

 

share

Recommended Posts