O livro de Tiago – Conclusão


by

Tiago termina a sua carta, mas não conclui.


Assim como iniciou, assim termina de forma abrupta. Sem conclusão, sem saudação e sem doxologia. A bem da verdade, vendo a carta em perspectiva, penso que não nos faz falta uma conclusão geral, haja vista que cada seção tem a sua própria conclusão.

Não obstante, apesar do livro tratar da praticidade da vida cristã, desejo fazer uma conclusão do comentário destacando a vida de fé. Ao caminhar pelos cento oito versículos da epístola, percebo a necessidade de perguntar a você que chegou até aqui: “como está a sua vida espiritual em relação à fé cristã?”

A fé não é uma ideia teológica ou um assentimento mental. Talvez, a frase que sintetize melhor, seria a seguinte: “a fé é uma relação pessoal de vida com Cristo”. Viver em fé, é viver a Cristo, o Qual é a razão da nossa vida (Filipenses 1:21), e exemplo supremo de fé (Hebreus 12:2). Após transitar pelos capítulos de forma mais acurada e aprender com o autor, possivelmente, agora, seria o momento de parar e construir um diálogo íntimo para estabelecer a posição espiritual em que nos encontramos, já que a verdadeira fé se manifesta em uma relação consistente com o Senhor.

Algumas perguntas simples nos permitirão determinar a saúde espiritual da nossa fé, por exemplo: Vivemos felizes e em perfeita paz ao passarmos pelas provações? Pedimos graça e sabedoria sem duvidar que Deus responderá ao nosso pedido? Somos cristãos que não se enfurecem com facilidade? Estamos dispostos a ouvir mais do que falar? Somos praticantes da Palavra antes de sermos expositores dela? Temos como propósito o bem daqueles que realmente precisam de ajuda? Vivemos sem fazer acepção de pessoas? Estamos procurando ocupar cargos de mestres para exercer autoridade sobre os outros? Somos capazes de controlar nosso modo de falar? Como vivemos a nossa vida em meio às atrações do mundo? Deixamos de lado toda murmuração e a maledicência? Quanto tempo gastamos em oração pelos irmãos?

A resposta a estas perguntas proporcionará uma correta avaliação da firmeza e eficácia da nossa fé. Estas questões foram formuladas com base nos diversos parágrafos e seções do livro de Tiago. No entanto, se você não passou no teste, sugiro que volte a ler a epístola e os comentários que fizemos. Todavia, recordo aqui, o imperativo do Espírito Santo por meio do autor: “sede cumpridores da Palavra e não somente ouvintes (Tiago 1.22). Por fim, lembremo-nos de que a vida cristã não consiste em falar de fé, mas, sobretudo, viver a fé. Com isto, mais uma vez destaco o que Tiago, afirma: “…a fé sem obras é morta” (Tiago 2:26b).

Que o Senhor te abençoe e faça resplandecer o seu rosto,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts