Assombrado com uma vida de fé.


by

Porventura, terá de agradecer ao servo porque este fez o que lhe havia ordenado? Assim também vós, depois de haverdes feito quanto vos foi ordenado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos apenas o que devíamos fazer (Lucas 17:9-10).

Entre nós, cristãos, subsiste um pensamento de que o exercício da fé é algo especial. Quando ouvimos algum testemunho onde se destaca extraordinárias manifestações de fé, nos enchemos de espanto e assombro, tal como aquele que está diante de algo incrível. Muitos dentro da igreja creem que existem algumas pessoas que possuem uma capacidade especial para caminharem em fé. Sim, pessoas que estão em uma outra dimensão de vida espiritual, bem acima de nós. Este pensamento apenas sinaliza que estamos distantes do tipo de vida que deveríamos estar vivendo em Cristo.

Na passagem acima, Jesus ilustrou esta verdade com o trabalho de um servo no campo. Depois de ter recebido instruções no início do dia, o servo saiu para cumprir a tarefa que recebeu do seu senhor. Ao chegar o fim do expediente, será que o senhor daquele servo lhe daria um bom jantar como premio pelo competente trabalho realizado? É claro que não! Não receberia nenhum reconhecimento, porque não havia feito nada, além do que lhe havia sido ordenado a fazer.

Da mesma maneira, o cristão que vive por fé não está demonstrando um extraordinário compromisso com Cristo, nem avançando além do que se espera dele. Simplesmente estará vivendo da maneira como seu Senhor espera. Andar em fé, portanto, não é viver com um grau maior de compromisso que os outros irmãos. Trata-se tão somente de viver a vida espiritual que Deus manda. Ele nos dá Suas instruções e nós obedecemos, fazendo exatamente o que Ele nos ordena fazer. Assim sendo, não há mérito algum no que fazemos.

Por fim, quando prestamos especial reverência àqueles que se movem por fé, estamos, na realidade, oferecendo um eloquente testemunho da pobreza da nossa própria vida espiritual. Um servo de Deus, testemunhando como o Altíssimo supriu suas necessidades no trabalho do Reino, provocou naqueles que o ouviam um verdadeiro assombro. As pessoas avaliaram como era grande  o compromisso daquele homem com Deus. Não obstante, no final de seu testemunho, ele disse que ninguém deveria se maravilhar com aquele fato, já que ele somente escolhera crer nas promessas do Senhor. Aquele homem havia feito apenas o que Deus pede para fazer a todo aquele que crê em Cristo. Sendo assim, não há nenhum mérito nessa caminhada e, em última instância, não foi mais que um servo inútil. O termo inútil, significa “sem necessidade”, isto é, ninguém lhe deve nada. Viver esse tipo de vida, não deve ser algo extraordinário para os servos de Deus, mas algo simples e comum. Sim, algo que é pertinente à vida cristã.

Momento de Reflexão: Você é um daqueles que se espantam com coisas extraordinárias que ocorrem em razão de uma fé vibrante no Senhor e na Sua Palavra? Se você faz parte desse time, é hora de ver essas mesmas coisas acontecendo em sua vida. Para que isso aconteça, nada mais é necessário do que crer no Senhor e nas Suas promessas. É tempo de grandes manifestações do poder de Deus. Faça a sua parte!

No amor de Cristo Jesus,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts