Avançar ou estagnar?


by

Portanto, deixemos os ensinos elementares a respeito de Cristo e avancemos para a maturidade… (Hebreus 6:1-NVI).

Para o autor do livro aos Hebreus, os cristãos estavam estagnados em seu processo de crescimento espiritual. É claro, isto era uma preocupação e tal deve ser o sentimento daqueles que servem à igreja do Senhor Jesus. Observe que o escritor estava compartilhando com aqueles crentes em Cristo, alguns conceitos profundos da vida espiritual, quando, em meio ao ensino, exclama com frustração: “do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação, porquanto vos fizestes negligentes para ouvir” (Hebreus 5:11). A evidência parece indicar que essas pessoas andavam na trilha da vida espiritual já há tempos, contudo, ainda precisavam de leite, o qual é adequado para crianças e não para adultos.

Para nós, o conceito de se avançar para a maturidade chega a ser difícil de entender. No mundo das coisas físicas, o crescimento é um processo natural que ocorre sem a nossa intervenção. Exceto em casos de desnutrição, o corpo, normalmente, cresce e atinge a fase adulta sem a nossa ajuda. No mundo das coisas espirituais, no entanto, uma realidade completamente diferente governa o processo de crescimento. Não se atinge a estatura de adulto (maturidade), pela mera passagem do tempo. Não. Antes, o resultado é alcançado por um esforço deliberado e por cultivar uma relação contínua com Aquele que produz o crescimento, ou seja, o próprio Deus.  Sem este esforço, que é movido pela graça do Altíssimo, as pessoas estagnarão em um estado, onde, praticamente não ocorrerá nenhuma transformação visível.

É justamente por esta razão que encontramos muitas pessoas na igreja, que avançaram muito pouco além do estágio inicial de fervor pelas coisas de Cristo. O autor de Hebreus exorta o leitor a prosseguir em direção à maturidade, com uma atitude deliberada e consistente. Ele não fala de entusiasmos passageiros, mas de disciplinas cuidadosamente cultivadas. Em inúmeras oportunidades, apresentar-se-ão circunstâncias que convidam e incitam ao abandono destas práticas. Todavia, a pessoa que deseja ardentemente o crescimento espiritual, não dará ouvidos a argumentos e nem, tampouco, conhecerá a fadiga e o cansaço na busca de uma relação profunda e íntima com o Senhor. Quem assim se propõe, deliberadamente avançará, com a ajuda de Deus. 

Momento de reflexão: Você possui algum plano para alcançar um crescimento espiritual? Que tipo de disciplina inclui este programa? Existe alguma mudança que você precisa fazer em sua rotina de vida para buscar esse crescimento? Responda para você mesmo.

Em Cristo Jesus,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.