Você é conhecido (a) d’Ele?


by

Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele (1 Coríntios 8:3).

Era primavera, a pequena praça da cidade estava movimentada naquela tarde de sábado. Como em toda praça, havia alguns bancos e gente transitando. Sentado em dois deles, um pequeno grupo de cinco pessoas, amigas entre si, estavam conversando. O que falavam? Chegando mais próximo, por curiosidade e também como objeto de observação de comportamento, ouve-se alguma coisa. O assunto girava em torno de algumas pessoas de uma comunidade cristã. Falava-se do modo errado de suas atitudes, estilo de vida e diversas críticas a eles. Mais um pouco e descobre-se que aquele grupo pertencia à mesma comunidade ou igreja. Quem me contou parou por aqui, mas essa experiência traz à tona algumas observações. Em primeiro lugar, observo que aquele grupo poderia falar a respeito de tantos assuntos, mas falavam de pessoas e as criticavam. O fator falar “de”, ou criticar “a”, é muito comum no meio do povo de Deus, aliás, muito mais do que pensamos.  Por que?  Porque as atitudes das pessoas estão intimamente ligadas à sua natureza humana. Em segundo lugar, pondero que esse tipo de vírus, também ataca cristãos. É exatamente aqui que inicio a meditação de hoje.

Analisando o texto, tiramos algumas lições. Quando Paulo escreveu o capítulo oito de 1 Coríntios, ele o fez em resposta às indagações acerca de comida sacrificada a ídolos. Ele não sabe responder sem, contudo, ensinar. Seu ensino tem como premissa o amor. No versículo um, ele faz uma declaração espantosa: “o saber ensoberbece, mas o amor edifica.”  Fixa, no entanto, como parâmetro das relações, o amor a Deus no verso 3. Desenvolvendo mais um pouco, algumas coisas tornam-se mais claras, pois elas se juntam como elos de uma corrente. Se alguém ama a Deus, certamente toda relação na horizontal será permeada por esse amor. E, se assim o for, por que, então, tenho eu que criticar, falar e comentar? A atitude daqueles que são maduros na fé, é o ensino em amor. Caminhar por essa trilha, todavia, não é fácil. As imperfeições e defeitos dos irmãos são evidentes a nós, mas como eles se destacam?Por que os noto tão rapidamente? Na maioria das vezes isso acontece por causa dos padrões e conceitos que temos. Mas a pergunta é: Não deveríamos nós submetermos esses padrões ao prumo da Palavra de Deus? Por que não o fazemos?

Bem, voltamos ao texto. A Bíblia diz que “se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele.” Como assim? Deus não é Onipotente, Onipresente e Onisciente? Será que aquele que não ama a Deus, o Senhor não o conhece ou não sabe da sua existência? Sim, o nosso Deus conhece tudo e todos. Ele conhece o mais profundo do coração humano e ninguém pode esconder-se d’Ele. Contudo, em que sentido Paulo diz que aquele que ama a Deus é conhecido d’Ele? O apóstolo está, pelo Espírito Santo, distinguindo alguém em especial. Aquele que ama verdadeiramente a Deus é especial para o Pai. Ele é conhecido na esfera do relacionamento. Aqueles que conhecem a Deus vivem em Sua presença e fazem aquilo que Lhe agrada. Jesus, em Mateus 7.21-23, afirma que “naquele dia” dirá a muitos que estão na igreja: “… nunca vos conheci.” Uma grande multidão diz que ama a Deus, mas O nega com as suas atitudes e comportamentos. Não possuem relacionamento com o Altíssimo. Não vivem em Sua presença.

Amar a Deus, não se trata de amor em palavras, mas de atitudes. Não é uma questão de gostar do outro, mas de querer o seu bem. É desejar ardentemente aos demais o que se deseja para si mesmo. Quem ama a Deus, não fala mal das pessoas, não possui sentimentos de vingança e não trama nada contra os outros.  Esse amor não sedimenta as diferenças e nem esconde os defeitos, todavia, tem o poder de conviver com as desigualdades enquanto se destaca as virtudes.

Momento de Reflexão: Deixo dois textos da Palavra de Deus para você refletir e avaliar o seu coração. O primeiro está em 1 João 2.9: “Aquele que diz que está na luz e aborrece a seu irmão até agora está em trevas.” O segundo, em 1 João 4.20: “Se alguém diz: Eu amo a Deus e aborrece a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?” Meu desejo é que você pertença ao grupo daqueles que são conhecidos por Deus,

Em Cristo Jesus,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *