Exemplos para nós.


by

Meus irmãos, tomai por exemplo de aflição e paciência os profetas que falaram em nome do Senhor (Tiago 5:10).

Talvez eu deveria iniciar esse comentário com uma pergunta que muitos fazem: Se Deus é nosso Pai, por que Ele permite o sofrimento na vida de Seus filhos? O apóstolo Pedro vai de encontro com a questão, lembrando que o sofrimento é algo generalizado entre todos aqueles que professam a Cristo como Salvador: Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo (1 Pedro 4:12). No verso acima, Tiago, assumindo uma atitude pastoral de exortação e alento, dirige suas palavras aos irmãos que estão sofrendo. O texto é um chamado à lembrança da história bíblica que eles, como judeus, conheciam muito bem. O objetivo da reflexão não é apenas considerar a história de fé dos profetas, mas, antes, toma-la como exemplo. Sendo assim, aquele que estava passando por dificuldades e aflições, deveria centrar sua atenção, não nos problemas, mas nos profetas que correram, antes dele, a carreira da fé. A palavra de Deus nos ensina a refletir em tempos difíceis, conforme lemos em Eclesiastes 7.14: “No dia da prosperidade, goza do bem, mas, no dia da adversidade, considera”.

Satanás muitas vezes utiliza as tribulações para que o cristão se julgue como um fracassado espiritualmente. Para evitar isso, autor os estimulou a pensar sobre a vida dos profetas, especialmente em dois aspectos: os sofrimentos e a paciência que tiveram. Os antigos que viveram uma vida de fé, sofreram por causa da justiça e da verdade que praticaram e pregaram. Eles são exemplos de sofrimento e paciência. A realidade histórica dos personagens bíblicos de outrora, pode ser apreciada na lista dos chamados “heróis da fé” de Hebreus 11. É interessante notar que o sofrimento e a paciência caminham sempre unidos no ministério profético. Jesus mesmo fez alusão aos sofrimentos dos profetas em Mateus 5.11-12: “Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós”. O Senhor observou que todos os profetas que passaram na história de Israel, atravessaram perseguições e angústia. O mundo os considerava indignos de viver e os perseguia, mas, na realidade, era o mundo que não era digno de tais pessoas (Hebreus 11:38). Devemos ter em mente os sofrimentos dos profetas, mas o exemplo de Cristo é de suma importância para nós: “Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma”. A vida na fé traz conflito e o próprio Jesus anunciou sobre o tema, quando disse: “No mundo, você terá aflição” (João 16:33).

Finalmente, só para lembrar que os profetas que sofreram, foram aqueles que falaram em nome do Senhor, fiéis à Palavra que lhes havia sido confiada. A fidelidade pode custar uma experiência de aflição mas, aquele, cujo coração é totalmente d’Ele (2 Crônicas 16:9), permanecerá firme. A demanda para o cristão é sempre a mesma, porém, expressada em outras palavras: “Sê fiel até a morte” (Apocalipse 2:10). Não se trata de um pedido e nem de uma súplica à fidelidade, mas de um mandamento a sermos fiéis. A fidelidade é uma entrega incondicional e absoluta, pontuada na frase: “até a morte”. A ideia não é a de ser fiel até morrer, mas a de ser fiel ainda que isto nos custe a vida. Quem está disposto?

Momento de Reflexão: Circula na internet fotos de cristãos que, ajoelhados, estavam esperando ser mortos pelo estado islâmico. Nessas fotos, observamos pessoas com facas, numa clara demonstração que aqueles cristãos iriam morrer degolados. Que crime praticaram? Confessavam a Jesus como Salvador e serviam a Deus. Notícias espalhadas, mostraram que muitos morreram assim. Se, para tantos, a desistência da fé chega quando as provas e tribulações batem à porta, imagine então, se a situação for de morte? Pense sobre isto!

No amor de Cristo Jesus,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.