Parceiro de Deus.


by

“Então, disse Elias a Acabe: Sobe, come e bebe, porque ruído há de uma abundante chuva. E Acabe subiu a comer e a beber; mas Elias subiu ao cume do Carmelo, e se inclinou por terra, e meteu o seu rosto entre os seus joelhos. E disse ao seu moço: Sobe agora e olha para a banda do mar. E subiu, e olhou, e disse: Não há nada. Então, disse ele: Torna lá sete vezes. E sucedeu que, à sétima vez, disse: Eis aqui uma pequena nuvem, como a mão de um homem, subindo do mar.  Então, disse ele: Sobe e dize a Acabe: Aparelha o teu carro e desce, para que a chuva te não apanhe. E sucedeu que, entretanto, os céus se enegreceram com nuvens e vento, e veio uma grande chuva;  e Acabe subiu ao carro e foi para Jezreel.  E a mão do SENHOR estava sobre Elias…” (1 Reis 18:41–46a). 

Muitos cristãos não são afeitos à oração. Não aprenderam ainda a levar diante do Senhor as suas necessidades e nem lançam sobre Ele as suas ansiedades. A oração é uma ferramenta fantástica que Deus deu aos seus filhos. Não se trata simplesmente de um instrumento para fazermos os nossos pedidos, mas sobretudo, a oração expressa a nossa comunhão com o Senhor e, por meio dela, também manifestamos o nosso louvor, a nossa admiração e a nossa adoração. No entanto, a oração é mais do que isso. Muitas coisas não entendemos, mas a Bíblia é repleta de exemplos e de imperativos à prática da oração. Tiago nos incita ao exercício dela nos lembrando que “Elias era um homem sujeito às mesmas paixões que nós, e, orando, pediu que não chovesse, e, por três anos e seis meses não choveu sobre a terra” (Tiago 5:17).  Quando falo de coisas que não entendemos, a oração é uma delas, pois Deus poderia realizar o que desejasse sem a nossa ingerência. Contudo, pelos exemplos bíblicos, vemos que não é assim. Antes, Ele deseja que seus filhos orem e O busquem para que a Sua vontade seja realizada na terra.  Robert Law disse: “A oração é um instrumento poderoso, não para fazer com que a vontade do homem seja feita no céu, mas para fazer com que a vontade de Deus seja feita na terra.”

O início do verso 46 diz que “a mão do Senhor estava sobre ele.” Não é diferente conosco. A mão do Senhor está sobre os seus servos para abençoar, dirigir, orientar, capacitar, fortalecer e realizar grandes coisas através da oração. Quando Deus quer realizar algo, Ele leva os seus filhos à oração. Deus já havia dito a Elias que iria mandar chuva sobre uma terra que não chovia há três anos e seis meses. No entanto, Ele não o faria sem que antes essa chuva fosse fecundada através da oração de Elias. Sem dúvida, Deus quer realizar algo tremendo na sua vida, na sua igreja, na sua cidade e na vida de seus familiares. Ele quer salvar vidas, libertar vidas e mudar situações. Quem está disposto a cooperar com Ele? Ser um parceiro de Deus?

Momento de Reflexão: Se buscarmos a intimidade com Deus por meio da Palavra e da oração, conheceremos a Sua vontade. Ela se manifestará em nossos corações e, certamente, seremos levados a orar a respeito. Você tem tido essa experiência? 

Em Cristo, Aquele que nos mandou orar e não esmorecer, 

Pr. Natanael Goncalves

 

share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *