Os instrumentos de Deus 


by

Porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade (Filipenses 2:13).

De forma sucinta, vamos discorrer um pouquinho sobre os instrumentos que Deus usa para operar em nós:

A Palavra de Deus. “Outra razão ainda temos nós para, incessantemente, dar graças a Deus: é que, tendo vós recebido a palavra que de nós ouvistes, que é de Deus, acolhestes não como palavra de homens, e sim como, em verdade é, a palavra de Deus, a qual, com efeito, está operando eficazmente em vós, os que credes” (1 Tessalonicenses 2:13). A energia de Deus é liberada em nossa vida por meio de sua Palavra inspirada. A mesma Palavra que fez o universo existir, pode liberar poder divino em nossa vida. A Palavra de Deus é singular, inspirada, infalível e investida de autoridade. Se não dermos o devido valor a ela, Deus não poderá liberar seu poder em nossa vida. Devemos, também, “acolhê-la” em nosso coração. Acolher significa não somente ouvir e estudar a Palavra, mas também recebê-la de bom grado e absorvê-la como parte do nosso ser, lembrando, no entanto, que ela somente opera nos que creem. Quando cremos nas Escrituras e agimos de acordo com essa fé, o poder de Deus é liberado sobre nós, posto que nenhuma palavra de Deus é destituída de poder. Sim, Sua Palavra tem o poder de realização, e a fé libera esse poder. 

A oração. Quem deseja que o poder de Deus opere em sua vida, deve dedicar um tempo diário à Palavra de Deus, mas também deve orar, pois a oração é o segundo instrumento que Deus usa para operar na vida de seus filhos. “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós” (Efésios 3:20). O Espírito Santo está intimamente relacionado à prática da oração em nossa vida (Romanos 8:26,27; Zacarias 12:10). O Livro de Atos deixa claro que a oração é uma fonte divina de poder espiritual (Atos 1:14; 4:23-31; 12:5,12), e que a Palavra de Deus e a oração andam juntas (Atos 6:4). A menos que o cristão separe tempo para orar, Deus não pode operar nele nem por meio dele. As pessoas que Deus usou ao longo da Bíblia e da história da Igreja, eram indivíduos que oravam.

O sofrimento. O terceiro instrumento de Deus é o sofrimento. O Espírito de Deus trabalha de maneira especial na vida dos que sofrem para a glória de Cristo (1 Pedro 4:12-19). O próprio Paulo experimentou o poder de Deus na cadeia, em Filipos, onde foi açoitado e colocado no tronco. A prova disso é que, mesmo em meio ao sofrimento, o apóstolo conseguiu cantar e louvar a Deus (Atos 16:19-33). O “fogo ardente” de sua tribulação também operou para a glória de Cristo com relação ao carcereiro. Não foi o terremoto que convenceu esse homem de seu pecado; pelo contrário, o terremoto quase o levou ao suicídio. Foi a palavra de encorajamento de Paulo que tocou seu coração: “Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos” (Atos 16:28). Esse amor bondoso quebrantou o coração daquele homem, o qual se prostrou diante de Paulo e perguntou como poderia ser salvo. A Palavra de Deus, a oração e o sofrimento são os três instrumentos que Deus usa em nossa vida. Da mesma forma que a eletricidade precisa de um condutor, o Espírito Santo opera pelos meios que Deus proveu. Ao ler a Palavra e orar, o cristão torna-se mais semelhante a Cristo; e quanto mais semelhante a Cristo ele se torna, mais o mundo se opõe a ele. Essa “comunhão dos seus sofrimentos” (Filipenses 3:10) a cada dia conduz o cristão de volta à Palavra e à oração, de modo que os três instrumentos trabalham juntos para prover o poder espiritual necessário para glorificar a Cristo.

Momento de Reflexão: Quem deseja ter uma vida de submissão a Deus e provar da alegria que vem como acessório dessa atitude, é necessário reconhecer que Deus trabalha usando os seus instrumentos. Você está aberto a eles?

No amor de Cristo Jesus,

Pr. Natanael Gonçalves

 

share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *