Aos que são do Caminho.


by

 

Então, Félix, conhecendo mais acuradamente as coisas com respeito ao Caminho, adiou a causa, dizendo: Quando descer o comandante Lísias, tomarei inteiro conhecimento do vosso caso (Atos 24.22).

O império romano cresceu e se expandiu. A história nos mostra que durante essa expansão se construíram mais de quatrocentos caminhos que ligavam as principais províncias, por mais longe que estivessem, a Roma. Milhares de quilômetros de vias construídas levaram o povo a cunhar aquela famosa frase: “todos os caminhos levam a Roma”.

É intrigante vermos que a primeira forma como foram conhecidos os discípulos de Jesus, naquela época, eram como os seguidores do Caminho. Atos 9.2, nos informa: e lhe pediu cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, caso achasse alguns que eram do Caminho, assim homens como mulheres, os levasse presos para Jerusalém. Em face daquele slogan popular que transmitiu a ideia de que existem muitas maneiras de alcançar o mesmo objetivo, Jesus disse ser “o caminho”, isto é, o único caminho que leva o homem a Deus. Observe que Ele não disse ser um caminho.

Os apóstolos se identificaram com este aspecto distintivo de Cristo e fizeram dele a bandeira das boas novas, sem medo algum de serem tachados de intolerantes ou exclusivistas. Sabendo-se possuidores da verdade, corajosamente pregaram a mensagem do Caminho a um mundo que pensava justamente o contrário.

Momento de Reflexão: Vinte séculos mais tarde, encontramo-nos na mesma situação. Vivemos numa sociedade onde as religiões e filosofias procuram entrar na mente e no coração das pessoas procurando oferecer-lhes uma vida melhor e, no porvir, a vida eterna. Nós que conhecemos a verdade do Caminho, o único para a salvação do homem, fomos chamados a proclamar e defender essa verdade. Minha pergunta: Você como cristão, está fazendo a sua parte? Testemunha a outros o que o Senhor fez por você?

No amor de Cristo Jesus,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *