Reencarnação – Parte II

Reencarnação - Parte II
by

 

Neste post abordamos um texto bíblico que os adeptos da doutrina da reencarnação usam para defende-la. Vamos iniciar fazendo as citações do Velho Testamento: 

Jó 1:20-21 “Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou. E disse: Nu saí do ventre (útero) de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor

Os reencarnacionistas dizem que estes versículos comprovam suas crenças. 

Como disse no post de introdução, eles torcem a Palavra de Deus e deturpam os registro bíblicos. Jó não está falando sobre a volta da alma e espírito para outro corpo, para viver outra vez. Ele voltaria à condição de pó, pois era pó (Gn 3.19).  Portanto, a palavra “ventre” (útero) é utilizada poeticamente em Jó para referir-se à terra. Isso não é estranho, pois vemos Davi usando no Salmo 139:15  a palavra terra para referir-se ao útero: “no oculto fui feito e entretecido como nas profundezas da terra”.  Uma interpretação radicalmente literal apenas levaria a dizer que depois de morrer ele voltaria ao útero de sua própria mãe, o que seria uma interpretação absurda. Quando Jó ressalta que nasceu nu e nu morreria, ele queria dizer que não levaria nada daqui. Com isto concorda outros textos da Palavra, como por ex: 1 Tm 6.7: “Porque nada trouxemos para este mundo e manifesto é que nada podemos levar dele”.   

Jó não acreditava na reencarnação. Sua esperança era a ressurreição em um corpo imortal. Ele mesmo declarou: “Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra. E depois de consumida a minha pele, contudo, ainda em minha carne verei a Deus (Jó 19:25-26). 

Nos próximos posts estaremos fazendo outras citações, enquanto observamos a posição bíblica que se traduz na verdade absoluta para o nosso ensino. 

Que o Senhor abençoe o seu coração! 

Pr. Natanael Goncalves

share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.