O Poder Infalível de Deus – post 49

O Poder Infalível de Deus - post 49
by

FortalecimentoO Poder Infalível de Deus – (Fp 4:11-13) 

Mais que depressa, Paulo deixa claro a seus amigos que não está se queixando! Sua felicidade não depende das circunstâncias nem das coisas; sua alegria é proveniente de algo mais profundo, separado de sua pobreza ou prosperidade. Quase todos nós aprendemos a “estar humilhado(s)”, pois quando as dificuldades surgem, corremos imediatamente para o Senhor, mas poucos sabem “ser honrado(s)”. A prosperidade causa mais estragos na vida dos cristãos do que a adversidade, “Estou rico e abastado e não preciso de coi- sa alguma” (Ap 3:17). A expressão “tenho experiência”, em Filipenses 4:12, possui sentido diferente do verbo “aprender” em Filipenses 4:11. “Ter experiência” significa “iniciado no segredo”. O termo grego no original era usado pelas religiões pagãs com referência a seus “segredos mais íntimos”. Por meio das tribulações e provações, Paulo foi “iniciado” no segredo maravilhoso do contentamento a despeito da pobreza ou da prosperidade. “Tudo posso Naquele que me fortalece” (Fp 4:13). Era o poder de Cristo dentro dele que lhe dava contentamento espiritual.

A natureza toda depende de recursos ocultos. Árvores de grande porte lançam raízes profundas no solo para retirar dele a água e os minerais. Rios nascem em montes cobertos de neve. A parte mais importante de uma árvore é a que não podemos ver: seu sistema de raízes; e a parte mais importante da vida do cristão é a que só Deus pode ver. A menos que lancemos mão dos recursos profundos de Deus pela fé, não seremos capazes de suportar as pressões da vida. Paulo dependia do poder de Cristo operando em sua vida (Fp 1:6, 21; 2:12, 13; 3:10). “Tudo posso – em Cristo!” Esse era o lema de Paulo e também pode ser o nosso. Uma tradução de Filipenses 4:13 diz: “Estou pronto para qualquer coisa por meio da força Daquele que vive dentro de mim”. Já a Bíblia Viva assim traduz esse versículo: “porque eu posso fazer todas as coisas que Deus me pede com a ajuda de Cristo, que me dá a força e o poder”. Qualquer que seja a tradução de nossa preferência, todas dizem a mesma coisa: o cristão tem dentro de si todo o poder de que precisa para lidar com as exigências da vida. Só temos de liberar esse poder pela fé.

Durante muitos anos, Hudson Taylor, missionário entre os chineses, trabalhou com afinco, achando que confiava em Cristo para suprir suas necessidades, mas, de alguma forma, não sentia liberdade nem alegria alguma em seu ministério. Então, um amigo lhe escreveu uma carta que lhe abriu os olhos para a suficiência de Cristo. “Não temos poder quando confiamos na própria fidelidade, mas sim quando olhamos fixamente para Aquele que é fiel!”, escreveu o amigo. A partir de então, a vida de Taylor não foi mais a mesma. A cada momento, lançava mão do poder de Cristo para lidar com todas as suas responsabilidades ao longo do dia, e o poder de Cristo o fortaleceu. Jesus ensina essa mesma lição no sermão sobre a videira e os ramos em João 15. Ele é a Videira e nós somos os ramos. O único propósito do ramo é dar frutos; de outro modo, só serve para ser queimado. O ramo não produz frutos com as próprias forças, mas sim usando da vida que flui na Videira. “Porque sem mim nada podeis fazer” (Jo 15:5). Quando o cristão permanece em comunhão com Cristo, o poder de Deus o fortalece. “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fp 4:13). A providência soberana de Deus e Seu poder infalível são dois recursos espirituais dos quais podemos nos valer, a fim de ter suficiência para tudo o que precisamos. Existe, porém, um terceiro recurso que falaremos a seguir. 

Para refletir:  Os recursos de Deus estão à nossa disposição. Você faz uso deles?

No amor de Cristo Jesus, 

Pr. Natanael Gonçalves

share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *