A Providência Soberana de Deus – post 48

A Providência Soberana de Deus - post 48
by

SoberaniaA Providência Soberana de Deus – (Fp 4:10) 

Hoje publico o primeiro dos três recursos espirituais mostrados por Paulo, com o fim de vivermos a vida cristã autêntica e recheada com contentamento. 

Nesta era de grandes realizações científicas, ouvimos falar cada vez menos da providência de Deus. Por vezes, temos a impressão de que o mundo é uma enorme máquina natural, cujas engrenagens não podem ser detidas em seu movimento nem pelo próprio Deus. Mas as Escrituras falam claramente de obras providenciais de Deus na natureza e na vida de seu povo. O termo “providência” vem de duas palavras do latim: pro, “antes” e video, “ver”. A providência de Deus significa, simplesmente, que Deus vê de antemão. Não quer dizer que Deus apenas sabe de antemão, pois envolve muito mais que mero conhecimento. É a obra que Deus realiza antecipadamente, ordenando as circunstâncias e situações de modo a cumprirem os propósitos divinos. A história conhecida de José e de seus irmãos ilustra o significado da providência (Gn 37 – 50). Os irmãos de José o invejavam e, por isso, o venderam como escravo quando ele estava com apenas 17 anos de idade. Foi levado para o Egito, onde Deus revelou que, depois de sete anos de fartura, haveria sete anos de fome e de escassez. Pela interpretação que José deu ao sonho do Faraó, os egípcios tomaram conhecimento de tal fato, e, por causa disso, José foi elevado à posição de segundo no poder sobre todo o Egito. Depois de vinte anos de separação, José e seus irmãos se reconciliaram e entenderam o que o Senhor havia feito. Nas palavras de José: “Para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós” (Gn 45:5). “Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem” (Gn 50:20).

Essa é a providência de Deus: Sua mão governando e predominando sobre as situações da nossa existência terrena. Paulo experimentou essa providência em sua vida e ministério e, por isso, escreveu: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Rm 8:28). Em sua providência, Deus despertou o interesse da igreja de Filipos pelas necessidades de Paulo, e sua demonstração de afeto chegou no momento em que Paulo precisava mais de seu amor! Os filipenses preocupavam-se com o apóstolo, mas, até então, não haviam tido oportunidade de ajudar. Muitos cristãos de hoje têm a oportunidade, mas lhes falta o interesse. A vida não é uma série de acidentes, mas sim uma sucessão de compromissos marcados. “Instruir-te-ei e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir” (SI 32:8). Abraão chamou Deus de “Jeová-Jiré” que significa “O Senhor Proverá” (Gn 22:14). “Depois de fazer sair todas as [ovelhas] que lhe pertencem, vai adiante delas” (Jo 10:4). Esta é a providência de Deus, uma fonte maravilhosa de contentamento. 

Para refletir: Deus governa sobre o macro, mas também sobre o micro. Nada pode passar despercebido aos Seus olhos. Quando optamos por uma escolha errada e experimentamos seus frutos amargos, Deus está no controle! Por isso, Paulo afirmou que “todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus,…”(Rm 8:28). Como cristão, você tem essa convicção? 

Em Cristo Jesus,

Pr. Natanael Gonçalves

share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *